sábado, 18 de fevereiro de 2012

Philosophy as The Discipline of The Disciplines por D.F.M.Strauss.

Philosophy as The Discipline of The Disciplines por D.F.M.Strauss.





D.F.M.Strauss, Philosophy as The Discipline of The Disciplines.
715 pp ISBN 978-0-88815-208-4.


http://www.amazon.com/asin/dp/0888152078/
http://www.amazon.co.uk/asin/dp/0888152078/
http://www.loot.co.za/shop/main.jsp

This new work by Danie Strauss must now be called The Definitive Statement regarding The Philosophy of The Cosmonomic Idea. In effect, it is the New Critique for the twenty first century in that it not only covers the entire range of the fundamental ideas developed by Herman Dooyeweerd more than seventy years ago, but it does so entirely within the spirit of Dooyeweerd’s work. Strauss systematically develops a number of themes that are troublesome in Dooyeweerd’s formulation and manages to provide us with significant resolutions. Perhaps the single most important contribution to theoretical analysis as such, is his elaboration of the relationship between Conceptual Knowledge and Concept Transcending Knowledge (Idea Knowledge). This relationship is central to all forms of discrimination and is pervasively evident in the cultural traditions of both the East and the West. This work will be the starting point for systematically coherent analysis in all disciplines as Strauss convincingly makes his case that Philosophy is the Discipline of The Disciplines.

Fonte via: http://www.allofliferedeemed.co.uk/strauss.htm

Divulgação: http://luis-cavalcante.blogspot.com / http://metodologiadoestudo.blogspot.com

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

O impacto do Cristianismo com o Direito Romano

O impacto do Cristianismo com o Direito Romano
http://direitoreformacional.blogspot.com/2012/02/o-impacto-do-cristianismo-com-o-direito.html

Cresce no BRASIL a cada dia a TOLERÂNCIA ao MAL e a INTOLERÂNCIA ao BEM!

A ousadia dos bonofóbicos e o silêncio dos malofóbicos


Julio Severo

Os maus estão cada vez mais ousados na defesa de suas sem-vergonhices. Dois deles se beijando homossexualmente em público deveriam, no mínimo, ganhar uma repreensão pública. Mas no Brasil da tolerância ao mal e da intolerância ao bem, quando os bons tentam se queixar são sumariamente tachados de “malofóbicos”.

Em seguida, os “bonofóbicos”, que têm fobia aos bons, se queixam para a mídia pró-bonofobia, e a polícia e o governo se tornam todo ouvidos para as criaturas que odeiam o bem e os bons.

Cria-se então uma lei para proteger o beijo público dos bonofóbicos e punir os “malofóbicos”, que têm aversão ao mal. O malofóbico que se escandalizar com dois sem-vergonhas se pegando em público, mesmo na frente de crianças, estará legalmente impedido de repreender a dupla bonofóbica. Isso é malofobia! Aversão ao mal é crime! Em vez disso, ele deverá demonstrar bom-senso virado de cabeça para baixo e repreender as crianças que olharem torto para o beijo bonofóbico! Aversão ao bem é a nova moda estatal!

Com a lei que pune quem se constrange com beijos bonofóbicos, agora homens que sofrem de bonofobia podem entrar no banheiro feminino, disfarçados de mulheres, doa a quem doer, sejam meninas ou mulheres, e quem tem direito de registrar boletim de ocorrência é a mulher de mentira! Bem-vindo ao mundo da bonofobia!

A mídia, sustentada em grande parte pelo patrocínio de um governo descaradamente bonofóbico, é 100% bonofóbica, instigando sistematicamente a população 99% malofóbica a denunciar os bonofóbicos! Os bonofóbicos são pintados como eternamente bonzinhos e os malofóbicos são mostrados como incuravelmente mauzões.

Os malofóbicos, paralisados de medo ou ignorância, seguem passivos e desconcertados, somente se queixando com seus botões, horrorizando-se com a simples ideia de serem chamados de “malofóbicos” — aparentemente o rótulo mais negro do universo.

Enquanto isso, crimes reais e graves são totalmente banalizados. Um ministro do governo pode publicamente e à vontade incitar à punição dos que não aceitam as sem-vergonhices das paradas e condutas das criaturas que têm orgulho de sua bonofobia. E uma ministra feminista com histórico de terrorista comunista pode até declarar que já matou dois de seus filhos e que é explicitamente a favor do assassinato dos bebês em gestação.

Contudo, nenhum malofóbico tem coragem de gravar um vídeo e ir à delegacia para registrar um boletim de ocorrência, dizendo: “Senhor delegado, a ministra do governo incitou o assassinato de bebês em gestação. Isso é crime! Além disso, ela mesma declarou que já matou dois de seus filhos. Quero que essa monstrenga seja devidamente punida!”


Orgulho bonofóbico: bebê medicamente abortado por solução de sal
Se a bonofobia avançar como doença social, as criaturas que têm fobia a bebês vão receber do Estado bonofóbico o “direito” de matar seus próprios filhos. E as pessoas que têm aversão e fobia ao assassinato de bebês serão tratadas como doentes mentais.

No mundo perfeito da bonofobia, o mal é incriticável e intocável. O mal é sagrado, em todas as formas que a mídia promover e que o Estado impor.

No mundo perfeito da bonofobia, o bem é condenável e totalmente criticável. Aliás, o bem é uma abominação social, sob incitação da mídia e do governo.

Parece pesadelo ou piada, mas não é.

O povo do Brasil adora ver o programa cômico onde o herói diz: “Sigam-me os bons!” Mas na hora em que os bons devem seguir o bem contra a maldade dos maus, o sentido de ação vira piada, e nossos super-heróis mais parecem Chapolins Murchos!


Mas os malofóbicos não sabem denunciar os bonofóbicos que instigam grandes crimes como exigir o “direito” de assassinar crianças.

A sem-vergonhice vence quando o bom caráter perde seu sentido de ser e agir. Os maus têm medo da ousadia dos bons. É só com o silêncio da maioria que os maus conseguem ser ousados.

Os bonofóbicos vão parar de constranger, ameaçar e punir os malofóbicos somente quando os bons souberem enfrentar as sem-vergonhices dos maus. Enquanto isso, a rejeição a um beijo bonofóbico público presenciado por crianças e adultos será um crime vastamente maior do que um bonofóbico exigindo o “direito” de assassinar inocentes bebês em gestação.

No mundo virado de cabeça para baixo, os bonofóbicos estão seguindo a chamada do Chapolim Endoidecido: “Sigam-me os maus!” É a minoria ameaçando e perseguindo a maioria. E isso, infelizmente, não é piada nem programa cômico. São loucos fora do hospício. Eles são os bonofóbicos, com orgulho.

Quando é que vamos ser ousados contra sua descarada bonofobia?

Dicionário politicamente incorreto:

Bonofóbico: Indivíduo que sofre de bonofobia; que tem aversão patológica ao bem e aos bons.

Bonofobia: Preconceito e aversão patológica ao bem e aos bons.

Malofóbico: Indivíduo que tem aversão ao mal.

Malofobia: Aversão ao mal.









 
 

James A. Shapiro, um cientista evolucionista não-darwinista, ‘falou e disse’: a ciência avança não pela canonização de Darwin


Posted: 07 Feb 2012 02:39 PM PST

“Nenhuma teoria ou ponto de vista deveria jamais se tornar sacrossanto porque a experiência nos diz que até as mais elegantes Leis da Natureza sucumbem finalmente pelo progresso inexorável do pensamento científico e pela inovação tecnológica. O atual debate sobre o darwinismo será mais produtivo se isso acontecer no reconhecimento do fato que os avanços científicos são feitos, não pela canonização de nossos predecessores, mas pela criação de oportunidades intelectuais e técnicas para nossos sucessores”. — James A.Shapiro, “A Third Way,” Boston Review, Feb/Mar 1997.


“No theory or viewpoint should ever become sacrosanct because experience tells us that even the most elegant Laws of Nature ultimately succumb to the inexorable progress of scientific thinking and technological innovation. The present debate over Darwinism will be more productive if it takes place in recognition of the fact that scientific advances are made not by canonizing our predecessors but by creating intellectual and technical opportunities for our successors”. — James A. Shapiro,

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa manifesta o seu direito à indignação contra o [H] Acordo [h] Ortográfico

Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa manifesta o seu direito à indignação contra o [H] Acordo [h] Ortográfico

by O. Braga

"Depois da decisão tomada pela Fundação Centro Cultural de Belém de não adoptar o novo acordo ortográfico, agora é a Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa que admite não implementar também o acordo.
Segundo informação fornecida pelo gabinete do director da faculdade à M80/Comercial/Star FM (Media Capital Rádios), a questão está a ser avaliada e pode mesmo ser oficializada no final da semana.
O próprio site da faculdade está com o acordo ortográfico antigo e alguns funcionários terão sido avisados nos últimos dias para que os textos institucionais não fossem escritos com o novo acordo ortográfico, contrariando a decisão de implementar a 1 de Janeiro deste ano os documentos do Estado, serviços, organismos e entidades na tutela do Governo."

O. Braga | Terça-feira, 7 Fevereiro 2012 at 8:03 pm | Tags: acordo ortográfico | Categorias: acordo ortográfico | URL: http://wp.me/p2jQx-acM


Divulgação: http://luis-cavalcante.blogspot.com

PayPal envolvido em atividade criminosa

Julio Severo
WND, que considero ser o melhor site conservador do mundo, teve uma manchete explosiva ontem: PayPal envolvido em fraude bancária, cuja tradução está no final deste artigo.
Quem diria: o PayPal, que agiu contra mim sem nenhuma culpa da minha parte, agora se torna foco de um escândalo de lavagem de dinheiro.
Don Hank, dono do site Laigle’s Forum, assim se pronunciou sobre a notícia do WND: “Agora ligue essa notícia ao modo cruel como o PayPal recusou serviço para Julio Severo porque o site dele se opõe ao ‘casamento’ gay, e você poderá ver como as agendas radicais e sua implementação são realmente o sintoma de uma mentalidade criminosa muito mais profunda de mentiras. É um capitalismo criminoso ligado a um governo criminoso (que nada fez para proteger Julio), um potente coquetel de corrupção política”.
No meu caso, a conduta hostil do PayPal ocorreu depois da conduta suspeita de duas grandes organizações gays dos EUA.
Em 21 de agosto de 2011, a Campanha de Direitos Humanos foi apanhada visitando meu blog num registro de visitas. Essa é a organização homossexual mais forte dos EUA. Nos dias seguintes, AllOut (Tudo Fora do Armário), uma organização gay que recebe muitos financiamentos, lançou uma campanha de abaixo-assinado online para que o PayPal fechasse as contas de 10 organizações pró-família. Ainda que eu não seja uma organização, meu nome foi incluído nessa campanha gay internacional, e minha conta foi fechada.
O caso do PayPal, com destaque para minha situação, foi amplamente coberto pela mídia cristã dos EUA. Confira uma das reportagens de vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=oZ8fzSkiB5A

WND fez também uma longa reportagem sobre o caso, cuja tradução está aqui: http://juliosevero.blogspot.com/2011/09/paypal-coloca-escritor-cristao-na-lista.html
Em dezembro, o PayPal fechou minha conta definitivamente. Para mim, o PayPal explicou que estou desqualificado para receber doações de meus amigos e leitores porque “você não é uma organização registrada sem fins lucrativos”. Para AllOut, o PayPal explicou que fechou minha conta porque “Levamos muito a sério quaisquer casos em que um usuário incitou ódio, violência ou intolerância por causa da orientação sexual de uma pessoa”.
Agora, não posso mais receber doações de meus amigos por meio do PayPal.
Numa classificação dos dez maiores ataques aos cristãos em 2011, a Comissão Anti-Difamação de Cristãos, com sede nos EUA, classificou a pressão gay sobre o PayPal como quarto maior ataque anticristão de 2011, conforme saiu na revista Charisma.
Agora, veja só a cara e as mãos sujas da empresa que agiu contra mim por incitação de uma grande organização gay dos EUA. Para ler a reportagem completa, siga o link em inglês:

PayPal envolvido em fraude bancária

Alegado esquema de lavagem de dinheiro por parte da gigantesca empresa de transações financeiras envolveu bilhões
Jerome R. Corsi
NOVA IORQUE — Um ex-funcionário de um dos maiores bancos financeiros do mundo alega que a gigantesca empresa de internet PayPal está envolvida num esquema internacional de lavagem de dinheiro envolvendo centenas de bilhões de dólares. Ele forneceu para WND 1.000 páginas de evidências.
O denunciante, John Cruz, era um gerente de relações da região sul de Nova Iorque do banco HSBC, que tem sua sede internacional em Londres.
“Descobri muitas contas onde o PayPal era usado como canal mediante o qual centenas de milhares de dólares eram depositados ou retirados das contas de clientes do HSBC num padrão de transações suspeitas que deveriam ser denunciadas às autoridades legais sob vários estatutos bancários, inclusive a Lei do Patriotismo”, Cruz disse para o WND. (Traduzido por Julio Severo do artigo de WND: “PayPal, American Express implicated in bank fraud”)
Versão em inglês deste artigo: PayPal implicated in criminal activity


Divulgação: http://luis-cavalcante.blogspot.com

O darwinismo é uma superstição moderna: os animais pensam como pessoas, e criaturas como o “gene egoísta” existem realmente.

O darwinismo é uma superstição moderna: os animais pensam como pessoas, e criaturas como o “gene egoísta” existem realmente.


O darwinismo é uma superstição moderna

by O. Braga

O darwinismo é uma superstição moderna: os animais pensam como pessoas, e criaturas como o “gene egoísta” existem realmente.

O. Braga | Sexta-feira, 3 Fevereiro 2012 at 7:28 pm | Categorias: A vida custa, Darwinismo | URL: http://wp.me/p2jQx-a9Z


Divulgação: http://luis-cavalcante.blogspot.com